O que você precisa saber sobre o MEI

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
MEI Microempreendedor individual - Q2 Pay

Segundo o site do Governo Federal, “se você quer começar um negócio ou já trabalha por conta própria e fatura até R$ 81 mil por ano, você pode ser um MEI”. 

Mas o que isso significa?

A sigla MEI significa Microempreendedor Individual – também conhecido como profissional autônomo. Por necessidade e oportunidade, muitos dos trabalhadores brasileiros veem no MEI uma forma de formalizar seus trabalhos e negócios. 

Os benefícios como obter CNPJ e as facilidades que ele promove para abertura de conta bancária, pedido de empréstimos, emissão de notas fiscais, além de ter obrigações e direitos de uma pessoa jurídica são essenciais para o pequeno empreendedor. E é por isso que o MEI é tão importante no nosso país.

E quem pode se tornar um microempreendedor individual?

Como consta no site do Governo Federal, para se enquadrar como MEI é preciso cumprir as seguintes condições:

  • Ter faturamento de no máximo R$81 mil por ano;
  • Exercer uma das mais de 400 atividades econômicas permitidas ao MEI (veja a lista completa);
  • Não ser sócio, administrador ou titular de outro empreendimento;
  • Não ter mais de 1 funcionário contratado.

É preciso pagar para ser MEI?

O microempreendedor individual tem como despesas apenas o pagamento mensal do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS). Os valores são destinados à Previdência Social e aos tributos específicos de cada atividade:

  • R$ 53,25 para comércio ou indústria;
  • R$ 57,25 para prestação de serviços;
  • R$ 58,25 para comércio e serviços.

Confira os benefícios

Agora que você já sabe o que é, quem pode ser e os valores para se tornar um MEI, chegou a hora dos benefícios. Confira só:

  • CNPJ, dispensa de alvará e licença para suas atividades;
  • TAcesso a produtos e serviços bancários como crédito;
  • Baixo custo mensal de tributos (INSS, ISS e ICMS) em valores fixos;
  • Emissão de nota fiscal
  • Direitos e benefícios previdenciários: Aposentadoria por idade; Aposentadoria por invalidez, Auxílio doença, Salário maternidade, Pensão por morte (para família);
  • Acesso a apoio técnico do SEBRAE.

Uma dúvida comum é se trabalhadores com CLT podem ter MEI para exercer alguma atividade paralela. A resposta é sim, mas é preciso lembrar que, em caso de demissão sem justa causa, não poderão receber o seguro-desemprego.

E aí, ficou interessado? Caso queira saber mais, o  curso a distância “Microempreendedor Individual” do Sebrae ensina todos os passos necessários para a  formalização como MEI. 

Ah, e não se esqueça que nós somos a parceria certa para você que pensa em formalizar o seu negócio. Temos as melhores taxas para lucrar mais, com parcelamento em 12x para vender muito. Vem voar com a gente! 🚀